HifiClube

Editorial

Um novo rosto, a mesma personalidade

O HIFICLUBE começou por ser um devaneio editorial, uma tentativa de apostar nas novas tecnologias de informação para divulgar o áudio highend, libertando-me assim da ditadura temporal da edição em papel, já desactualizada no próprio dia da publicação, e com elevados custos de produção, talvez por isso a imprensa especializada seja hoje tanto mais dependente financeiramente quanto mais decadente economicamente.

Assim, o que era um meio passou a ser um fim, e o HIFICLUBE tornou-se, em poucos anos, a referência nacional do áudio online, reconhecida também além fronteiras, um site de visita obrigatória para internautas e audiófilos de todo o mundo.

Dezenas de reportagens, profusamente ilustradas com fotos e videos, levaram os grandes eventos e certames de electrónica de consumo de Lisboa, Porto, Las Vegas, Nova Iorque, Paris, Frankfurt, Munique, Madrid e Milão a milhares de leitores em dezenas de países via Google e Youtube, e muitos estão ainda disponíveis no nosso arquivo, agora de acesso fácil e rápido, tal como os milhares de artigos já publicados com testes de equipamentos highend, opiniões polémicas e notícias exclusivas, que muito contribuíram para manter viva a chama da audiofilia na diáspora portuguesa, e também no plano internacional.

O volume de acessos aumentou exponencialmente, e tornava-se necessário renovar, pela terceira vez em dez anos, tanto o hardware como o software de suporte, para satisfazer a constante procura, curiosidade e interesse dos leitores sobre o passado, o presente e o futuro do áudio highend, o hifi ao mais alto nível, divulgado num estilo muito pessoal e inconfundível.

Após análise profunda, optou-se por voltar a criar uma nova página de raiz, com um design ainda mais moderno, apelativo e intuitivo, com forte componente vídeo e soluções estéticas e técnicas tão interessantes quanto simples e eficazes.

E posso agora finalmente partilhá-la com os leitores e profissionais do áudio, que sempre deram provas de fidelidade, apoio, amizade e estima ao longo de 30 anos. Entendo esta partilha da minha vasta experiência audiófila como um dever moral, um contrato social implícito, que pretendo continuar a cumprir no novo HIFICLUBE, sem compromissos mas também sem fundamentalismos: desmistificar o Graal Sónico, não significa negar a Sua existência - um paradoxo que é também um lema e um objectivo assumido: continuar a busca pela perfeição ao nível da reprodução electrónica de som gravado no limite do estado da arte.